Lição 9 – VIVENDO O FERVOR ESPIRITUAL

Lição 9 – VIVENDO O FERVOR ESPIRITUAL
Data da Aula: 28 de Fevereiro de 2021
Texto Áureo: “E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito.”(Ef 5.18)
Leitura Bíblica em Classe: Efésios 5.15-20

Introdução: Uma vida no fervor do espírito significa uma vida de intensidade, de comunhão fervorosa com o Senhor, de meditação na Palavra, oração, louvor e adoração e de serviço para o Seu reino. É sendo fervoroso no espírito que mantemos o zelo espiritual, sempre perseverando em servir ao Senhor. O fervor deve ser contínuo para que o nosso zelo não corra o risco de um esfriamento quando vem as dificuldades. O fervor no espírito envolve ter a nossa fé como o nosso princípio de vida, a qual deve ser exercitada em todo o tempo como principal objetivo. Não podemos ser vagarosos quanto ao serviço que prestamos ao Senhor para não sermos qualificados como servos maus. Deus deve ser servido no fervor do espírito sob a direção e influência do Espírito Santo, com todo o nosso coração e toda a nossa alma.

1 – QUEM VIVE O FERVOR ESPIRITUAL É PRUDENTE, SÁBIO E TEM DIREÇÃO CERTA.
Efésios 5.15 – Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, Efésios 5.16 – remindo o tempo, porquanto os dias são maus.
O andar prudente requer estar sendo guiado pelo Espírito, pois a bíblia diz que todos que são guiados por Ele é que são filhos de Deus. Como filhos da luz não podemos ter comunhão com as obras das trevas, mas viver de um modo que seja notório que a reprovamos. O nosso modo de vida no fervor do espírito não pode ser de descuido e sim viver em obediência aos preceitos da Palavra de Deus, o que nos leva a ser sábios e não néscios, ou seja, descuidados. O crente néscio é um alvo fácil que o Diabo procura para acertar as suas setas inflamadas na sua mente. Ser sábio segundo a palavra, não se refere no sentido secular, mas sim, no sentido espiritual que nos leva a estar comprometido com a verdade divina. Remir o tempo significa aproveitar todas as oportunidades de servir no reino de Deus, nos esforçando em tudo para o cumprimento do nosso dever para com o Senhor.
2 – QUEM VIVE O FERVOR ESPIRITUAL É LEVADO A ENTENDER A VONTADE DE DEUS.
Efésios 5.17 – Pelo que não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.
O insensato é alguém que age fora da razão, ou que perdeu o bom senso, desajuizado, bobo, estúpido, que não compreende a vontade de Deus e vive dentro da sua própria realidade. Nós podemos descobrir a vontade de Deus à medida que o Espírito Santo vai fazendo transformação em nossa mente; essa transformação é resultante da Palavra de Deus tendo uma vida de oração e de meditação sempre adorando o Senhor. Precisamos saber a vontade de Deus e compreendê-la para pormos em prática, pois só saber a sua vontade e ficar nisso, nos leva para o lado da negligência e isso é um risco para a nossa salvação.
3 – QUEM VIVE O FERVOR ESPIRITUAL TEM DOMÍNIO PRÓPRIO E, É CHEIO DE UNÇÃO.
Efésios 5.18 – E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito,
Quando Paulo exorta para que os irmãos não se embriaguem com vinho é lógico que havia esse tipo de problema na igreja em Éfeso. Isso porque, muitos desses irmãos tinham na sua vida antes da conversão o hábito de beberem vinho de uma forma um tanto excessiva e isso não poderia continuar, pois traziam confusões entre os irmãos. Tem pessoas que bebem e ficam alegres e tem outras que ficam agressivas e acabam promovendo confusões e contendas, o que não poderia acontecer agora entre eles como irmãos em Cristo. O que se proibia era o abuso do vinho e não o seu uso, pois tal abuso era um perigo real na igreja primitiva, como também em nossos tempos. A Bíblia diz que o Bispo deve ser irrepreensível não dado ao vinho, como também os diáconos, ou seja alguém que se detém junto a seu vinho. Em I Tt 2.3 diz: “ínstem as mulheres mais idosas, igualmente reverentes em seu comportamento… não escravizadas a muito vinho. Paulo usando um termo imperativo os exorta para em vez de embriagar-se com vinho, que deviam encher-se do Espírito, que é o meio de promover o verdadeiro êxtase espiritual. Estando cheios do Espírito somos enriquecidos espiritualmente com verdadeiras alegrias e satisfação interior. É no Espírito que temos o discernimento e a percepção da vontade divina em nossa vida.
4 – QUEM VIVE O FERVOR ESPIRITUAL ENTOA CÂNTICOS ESPIRITUAIS E DÁ GRAÇAS.
Efésios 5.19 – falando entre vós com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, Efésios 5.20 – dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.
Sendo cheio do Espírito temos o esclarecimento das coisas que agradam a Deus, com também o desejo de estarmos voltados às coisas que expressam os nossos sentimentos e gratidão a Ele. Esses sentimentos envolvem que as nossas conversas entre irmãos estão voltadas as coisas relacionadas a Sua palavra, como falando e salmos; entoando hinos e cânticos espirituais. Isso significa que quando os crentes se reunirem, não devem se entregar a conversas desordenadas que não servem para nada; e sim coisas que possam edificar-se reciprocamente falando uns aos outros com salmos, hinos e cânticos espirituais. Esse comportamento no Espírito é uma manifestação de gratidão ao Senhor, que é algo agradável a Ele. O cântico dos bêbados só revelam o seu estado corrompido, mas o cântico do cristão cheio do Espírito Santo vem de Deus e só pode ser entoado no espírito. 

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel